Saiba mais sobre Arquivologia (arquivo o quê?)

30/08/2011 at 11:59 1 comentário

A arquivologia é uma ciência que até bem pouco tempo atrás estava numa gaveta, guardada. Ela surgiu como ciência junto à Revolução Francesa, porém há registro de suas aplicações já na época da escrita cuneiforme (algumas Tabletas de Nuzi eram instrumentos arquivísticos – indicavam onde determinado documento estava guardado).

Esta ciência surge agora como mais uma opção para tratar a informação em tempos de explosão informacional. Diria até como uma forte opção. Isso porque a Arquivologia trata de informações orgânicas, ou seja, vai além do documento, trata das informações humanas geradas nas situações de relação entre pessoas e entre pessoas e instituições.

Ou como diziam: é a informação que é prova de alguma ação. Por isso ela é orgânica.

Seus princípios “arquivísticos” são adequados à realidade atual. Um dos princípios é o da organicidade, que vimos acima. Nos ambientes digitais os fluxos informacionais ainda espelham a estrutura, funções e atividades da instituição, em todos os contextos.

E temos à disposição telas de gerenciamento desses fluxos (dashboards), com dados e métricas em relação a sua estrutura e funcionamento. Um retrato real e orgânico daquele momento da instituição.

Um outro princípio é o chamado respeito ao fundo (ou princípio da proveniência) que destaca que uma informação sempre terá um pai (no caso o fundo arquivístico).

Em tempos de cloud computing, é mais do que adequado que uma informação tenha um pai, ou origem. Podemos ainda ver que este princípio da proveniência é aplicado diretamente ao conceito de portal, por exemplo, como plataforma unificadora de relações com os públicos externos e internos das empresas e instituições.

Na cumulatividade (outro princípio arquivístico que afirma que um arquivo é a formação progressiva, natural e orgânica de informações) através de fluxos automatizados dos processos (workflows), seja nos repositórios deconhecimento tácito ou explícito nos ambientes digitais. Mais ainda, destaco que esta formação é potencializada hoje com o uso de ambientes colaborativos nas intranets.

Quanto à unicidade, as informações são geradas de forma evolutiva e ao longo dos processos, isto é, na prática, na geração de dossiês e processos administrativos e empresariais. Ou não é um ponto de atenção evitar a duplicidade de informações em ambientes digitais? A informação é única, apesar da multiplicidade de seu uso.

Como deu para ver, a arquivologia é mais atual do que nunca. Pode mudar o seu foco, uma vez documento, agora informação. Mas podemos afirmar que o ponto de atenção hoje é a informação humana digital e a sua perenidade junto à humanidade. Por isso ganha força a ideia da Arquivologia 2.0, incorporando aspectos de ambientes digitais colaborativos em sua matriz.

Publicado originalmente no Webinsider

 

Anúncios

Entry filed under: Arquivistica. Tags: , , , .

Memória Corporativa, tratamento da informação e ambientes digitais O mundo da informação digital e a arquivologia

1 Comentário Add your own

  • 1. ORGanizando.ORG (@orgbyhelida)  |  22/05/2012 às 16:21

    Estava à procura de informação sobre Arquivologia e fiquei muito satisfeita de encontrar seu blog! Vai para os favoritos. Abraços.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Meu Twitter


%d blogueiros gostam disto: