Open Data para um sociedade aberta

03/12/2018 at 17:11 Deixe um comentário

Open data, como é conhecido os public datasets, dados públicos disponibilizadas à sociedade é parte da tendência em direção a solução coletivas para problemas coletivos.

Dados abertos são dados que foram disponibilizadas ao público e que podem ser analisados utilizados e reutilizados, além de compartilhados com os outros. Este movimento esta ao lado de outros com o software livre, o moderno hardware livre, além da indústria criativa. Na academia temos movimentos de acesso aberto a publicações científicas, a chamada ciência livre.

O movimento parte do principio que a característica que elas têm é o Copyleft, a permissão de uso aberto, ao invés de direitos autorais. As pessoas muitas vezes confundem licenças de uso livre com licenças Creative Commons. Creative Commons é uma organização sem fins lucrativos, dedicada a incentivar e difundir obras criativas cujo autores e as pessoas ou empresas que utilizaram os dados, estejam a salvo de riscos legais provenientes do conhecimento presente no material compartilhado livremente. Já o Copyleft é a opção por deixar aberto o recurso da obra autoral para uso livre.

Vários governos começaram a liberar dados livres para consulta e utilização. Os governos geralmente fornecem esses dados de modo que ele possa ser usado por analistas e cientistas de dados visando construir soluções open-source, com base nas informações fornecidas para resolver problemas sociais ou para beneficiar a sociedade em geral.

O ponto de partida foi 2013, o G8 (França, Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, Alemanha, Japão, Itália e Canadá), assinou uma carta comprometendo-se a abrir os dados, priorizando as áreas de estatísticas nacionais, resultados eleitorais, orçamentos governamentais e mapas nacionais.

O movimento de um governo aberto promove a transparência e a prestação de contas do governo e incentiva a participação do público.

Do ponto de vista tecnológico, a utilziaçnao de uma massa de dados variáveis reais ajuda a desenvolver modelos e validar resultados, tanto em máquinas de aprendizado como em Big data. ë possível saber mais sobre estas iniciativas por meio da Open Data Foundation, que reúne empresas e pessoas interessadas em trabalhar com dados abertos.

Anúncios

Entry filed under: Arquivista, Gestão da Informação, gestão do conhecimento, inteligência coletiva, qualidade, Tecnologia da Informação, Transformação Digital. Tags: , , , .

Blockchain: vamos entender seu uso? Uma visão fácil da Taxonomia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Meu Twitter


%d blogueiros gostam disto: